19 de janeiro de 2018

Tailypo

۞ ADM Sleipnir



Tailypo (Taileybones, tailbones, Taily Po, Tally Po, Taileypo, Tailey Po e Tailipoe, uma espécie de sinônimo para "cauda"é uma criatura do folclore norte-americano, particularmente da cidade de AppalachiaEla é descrita como sendo do tamanho de um cão, com olhos amarelos ou vermelhos, orelhas pontudas e uma longa cauda cortada. Ela é coberta de pelos pretos ou marrons-escuros para camuflar suas atividades noturnas. Suas garras são a sua principal arma. 

A sua lenda é contada às crianças com o intuito de ensiná-las a nunca pegar nada que não pertença a elas. A história possui muitas variações, mas é basicamente a seguinte:

Havia um velho homem que morava sozinho no meio da floresta com três cães de caça fiéis, sua única companhia nas longas noites solitárias. Ninguém sabia seu verdadeiro nome, mas a maioria das pessoas o chamavam de "Smitty". Smitty amava a caça, a pesca e os grandes espaços. Anos atrás, ele havia largado o emprego, arrumando suas coisas e então se mudou para uma pequena cabana que ele mesmo havia construído em meio a floresta. Ela não era muito grande, mas era o suficiente para ele. A cabana tinha apenas dois cômodos: um era usado como um quarto, e o outro era uma cozinha. Lá ele construiu uma grande e agradável lareira onde ele poderia cozinhar sua comida e aquecer a cabana nas noites mais frias.

Ao lado da cabana, Smitty cultivava uma pequena horta, e todos os dias ele saia para caçar e pescar. Durante os meses quentes, Smitty não tinha nenhum problema para conseguir uma boa caça, mas nos meses mais frios, era difícil manter seu estômago cheio. Em um desses meses, Smitty foi até o seu depósito para ver o que ele poderia preparar para o jantar. Tudo o que ele encontrou lá foi um pequeno pedaço de carne e um punhado de batatas mofadas, com os quais ele teve que se contentar e comer.

Smitty ainda estava com fome, mas não havia mais nada que ele pudesse fazer sobre isso naquele momento. Assim, apesar dos protestos de seu estômago resmungando, Smitty acendeu a lareira para manter sua cabana quente e então foi se deitar.

Quando estava prestes a cair no sono, Smitty ouviu um barulho em seu quarto, e ao abrir os olhos, viu uma sombra rastejando através da parede. Ele deslizou silenciosamente para fora da cama e andou na ponta dos pés até o outro cômodo. Lá, ele viu uma estranha criatura, diferente de tudo que ele já tinha visto. Ela era pequena e robusta, com orelhas pontudas e patas com garras longas, e tinha uma cauda longa e espessa.


Como não haviam portas ou janelas abertas na cabana, Smitty ficou confuso sobre como aquela criatura havia entrado. Smitty calmamente pegou o seu machado e, rastejando silenciosamente em direção à ela, golpeou-a acertando sua cauda. A criatura soltou um enorme grito e fugiu através de um grande buraco na parede, deixando para trás a cauda cortada. Smitty pegou a cauda para jogá-la fora, mas seu estômago roncando o lembrou de que ele ainda não havia comido nada. Então ele pegou a cauda, limpou-a, cozinhou-a e comeu-a. Com o estômago finalmente cheio, Smitty voltou para sua cama.

Ele mal havia caído num sono profundo, quando um estranho som o despertou. Parecia que algum animal arranhava a parede da cabana tentando entrar. Smitty achou que se ficasse quieto, o mesmo provavelmente iria embora. Então, ele ficou em silêncio o tanto que podia, mas então ele ouviu uma voz estranha, sibilando as seguintes palavras:


"Cauda! Cauda! Eu quero a minha cauda!"

Smitty pensou estar imaginando coisas, mas então ouviu novamente:


"Cauda! Cauda!  Eu quero a minha cauda!"

Smitty pulou de sua cama, abriu a porta e gritou o nome de seus cães. Eles vieram correndo, latindo e farejando, mas não encontraram nada. Então Smitty colocou os cães para fora da cabana e voltou para a cama.


O sono começava a bater em Smitty, quando ele ouviu a voz novamente. Desta vez, os arranhões pareciam vir da janela. Fosse o que fosse, realmente queria entrar na cabana! Smitty gritou: "Ei, quem está aí? Vá embora!!!". Então ele ouviu a voz estranha de novo, só que desta vez um pouco mais alta:


"Cauda! Cauda! Onde está a minha cauda?"

O velho Smitty, que não era de assustar facilmente, a essa altura já estava apreensivo com a situação. Ele foi até a janela e chamou seus cães novamente. Os três cães saltaram para a varanda, farejando e latindo, mas eles não encontraram nada outra vez.

Smitty decidiu ficar acordado o resto da noite para proteger a si mesmo, seus cães e sua pequena cabana. Então, ele sentou próximo a lareira, pegou um cobertor de sua cama e se cobriu, protegendo-se do frio. O sono logo lhe alcançou, e mais uma vez ele cochilou.


Já era quase manhã quando Smitty acordou com um sobressalto. O som dos arranhões parecia reverberar de cada parte da cabana. Smitty começou a procurar freneticamente por seu machado, seu rifle ou qualquer outra coisa que pudesse usar para se defender, mas estava tão assustado que não conseguia encontrar nada. O som dos arranhões ficavam cada vez mais altos, e Smitty ouviu a voz outra vez:


"Cauda! Cauda! Devolva minha cauda!"

Smitty gritou: "Deixe-me em paz, eu não tenho sua cauda!" Então ele chamou os seus cães, mas desta vez, eles não vieram. Smitty esperou e esperou, e seus cães não davam nenhum sinal. Smitty nunca havia sentido tanto medo em sua vida. Ele correu até sua cama e pulou em cima dela. Os barulhos de arranhões e a voz foram ficando mais altos.


"Cauda! Cauda! Devolva minha cauda!"

Smitty gritou tão alto quanto podia: "Eu não tenho sua cauda, então por que você não me deixa em paz e segue o seu caminho? Eu nunca quis machucar nada nem ninguém, apenas me deixe em paz! ". Os arranhões pareciam vir de dentro da cabana, e agora a voz era tão alta que era quase ensurdecedora.


"Cauda! Cauda! Você pegou minha cauda. Agora estou de volta para buscá-la, devolva-a para mim agora!! "

Smitty cobriu-se totalmente com o seu cobertor e fez todo o silêncio que podia, mas os sons de arranhões estavam agora em seu quarto!


"Cauda! Cauda! é melhor devolver a minha cauda!"



Smitty então sentiu algo arranhando sua cama e seu cobertor. Smitty descobriu sua cabeça para ver o que estava se aproximando, e viu a mesma criatura de antes: pequena e esquisita com orelhas pontudas, patas com longas garras e olhos vermelhos que brilhavam em meio a escuridão da cabana. Antes que ele pudesse se cobrir novamente, a criatura pulou em seu peito, e olhando diretamente em seus olhos, disse:

"Você está com minha cauda, e é melhor você me devolvê-la, AGORA!"


Smitty gritou: "Eu comi! Eu comi a sua cauda, ela se foi!" Então a criatura finalmente atacou Smitty, arranhando e rasgando seu corpo, a fim de obter sua cauda de volta. Smitty tentou revidar, mas a criatura, mesmo pequena, era muito forte e suas garras eram muito afiadas. Os gritos de Smitty ecoaram por toda a montanha, até que finalmente pararam, deixando apenas um silêncio arrepiante.

Após um mês sem verem ou ouvirem falar de Smitty, os donos da loja na base da montanha resolveram ir até sua cabana para ver se estava tudo bem com ele. Ao chegarem lá, encontraram-na destruída, e não havia nenhum sinal de Smitty ou de seus cães. Eles vasculharam a floresta e chamaram por seus nomes, mas não encontraram ninguém. Enquanto desciam a montanha, um vento gélido começou a soprar, e uma estranha voz podia ser ouvida dizendo:

"Cauda! Cauda! Agora eu tenho a minha cauda! "


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

17 de janeiro de 2018

Téia

۞ ADM Sleipnir


Téia (em grego: Θεία,, "visão" ou "profecia", também chamada de Aethra, "céu azul" e Eurifaessa, "grande brilho") foi uma das titânides da mitologia grega, filha de Urano e Gaia e consorte/irmã do titã Hipérion, com quem foi mãe da tríade de divindades siderais Hélios (o sol), Selene (a lua) e Eos (o amanhecer). 

Ela foi um dos titãs que permaneceram neutros durante a Titanomaquia. Considerada a deusa da luz e do brilho, Téia era acreditada como sendo aquela que dotava o ouro, a prata e as pedras preciosas de seu brilho. Além disso, Téia era também uma divindade profética e possuía um santuário oracular localizado na região de Phtiotis, na Tessália. 

O poeta Píndaro (séc. VI a.C.) a exalta em sua Quinta Ode Ístmica:
Mãe do Sol, Teia de muitos nomes, em tua honra os homens honram o ouro como mais poderoso que qualquer outra coisa; e por meio do valor que tu lhes dás, ó rainha, navios combatem no mar e parelhas de cavalos rodopiam em disputas maravilhosas.

Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

15 de janeiro de 2018

Khyāh

۞ ADM Sleipnir

Lanpan Khyāh, Arte de Sleepyotter
Khyāh (em devanagari: ख्या, também chamado Khyā ou Khyāk) é uma criatura mítica pertencente ao folclore nepalês, representada como uma criatura gorda e peluda como um macaco. Personagem presente em populares contos infantis e também em festivais hindus e budistas, um khyāh geralmente é considerado uma criatura benéfica, que traz boa sorte e energia positiva para os lares. Porém, existem histórias sobre khyāhs malignos, cuja presença em um lar traz todo tipo de problemas. Acredita-se que um khyāh branco traz boa sorte enquanto um preto traz má sorte.

Arte de Traci Shepard

Normalente, khyāhs habitam cantos escuros de uma casa como sótãos e porões e tem medo da luz elétrica. Existem alguns tipos que habitam lugares específicos , como o Bārāy Khyāh (बाराय् ख्या) que aparece nos quartos onde as meninas são mantidas em reclusão durante o seu rito de passagem, e o Lanpan Khyāh (लँपं ख्या), que aparece em ruas escuras bloqueando o caminho.

Existe também outros tipos como o Bhakun Gwārā Khyāh (भकुं ग्वारा ख्या), cujo nome significa literalmente futebol, pois ele rola no chão para se deslocar, e o Dhāpalān Khyāh (धापलां ख्या) que é muito mais cabeludo que o normal.

De acordo com a cultura Neuari, khyāhs atendem a Lakshmi, a deusa hindu da riqueza, e imagens da deusa costumam mostrar khyāhs guardando sacos cheios de moedas.


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

12 de janeiro de 2018

Geri & Freki

۞ ADM Sleipnir



Na mitologia nórdica, Geri e Freki (cujos nomes significam "devorador" ou "voraz" em nórdico antigo) são um par de lobos companheiros do deus Odin. Os dois acompanham o Pai De Todos principalmente nos campos de batalha, onde se alimentam do cadáver dos adversários derrotados.

No Grímnismál, um dos poemas da Edda Poética, Odin (sob o disfarce de Grímnir) conta ao jovem Agnarr, dentre muitas coisas, que alimenta Geri e Freki com a sua parte dos banquetes, enquanto ele próprio consome apenas vinho. Já no capítulo 38 do Gylfaginning, é reafirmado que Odin dá todos os alimentos de sua mesa para Geri e Freki e que Odin não precisa comer, pois o vinho é para ele tanto comida quando bebida.

Na poesia dos escaldos, os nomes de Geri e Freki são usados como sinônimos para "lobo".

  

Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

10 de janeiro de 2018

Raguel

۞ ADM Sleipnir


Raguel (do hebraico רְעוּאֵל, "amigo de Deus"; também chamado Raguil, Rasuil, Rufael, Raquel, Reuel e Akrasiel) é um anjo pertencente as tradições judaicas, quase sempre referido como o arcanjo da justiça, imparcialidade, harmonia, vingança e redenção. 

De acordo com o livro de Enoque, cap. XXIII, Raguel é um dos sete anjos sentinelas, enviados por Deus para manter os anjos caídos e os demônios sob controle, aplicando um juízo severo sob qualquer um que ultrapasse seus limites. Outra de suas tarefas é tentar reorganizar o caos que os nefilins, filhos dos anjos caídos com seres humanos, causaram na Terra. 

Raguel não é mencionado nas escrituras canônicas da Bíblia. No entanto, no apócrifo 2º Livro de Enoque, ele é mencionado como sendo um dos anjos que levaram o patriarca Enoque para o céu, sendo o outro anjo Sariel.

"Angel of Justice", Arte de Stephen Najarian
Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

8 de janeiro de 2018

Referências Mitológicas em One Piece

۞ ADM Sleipnir



One Piece é um dos mangás de maior popularidade no Japão e também no mundo, possuindo mais de 20 anos de publicação. A história narra as aventuras de Monkey D. Luffy em busca do maior tesouro do mundo, o "One Piece", e também do título de Rei dos Piratas. One Piece possui uma história rica de detalhes e com inspirações em fatos históricos, na cultura pop e também na mitologia, que é justamente o que trarei nessa postagem. Tentei reunir nessa postagem todas as referências mitológicas presentes na obra. 

(AVISO: O CONTEÚDO PODE CONTER SPOILERS PARA QUEM ACOMPANHA SOMENTE O ANIME, PORTANTO LEIA POR SUA CONTA E RISCO)

As Armas Ancestrais Uranus, Poseidon e Pluton (Urano, Poseidon e Plutão)


Princesa Shirahoshi

As chamadas Armas Ancestrais são 3 armas poderosas com capacidade de destruição em massa. Por isso, tanto o Governo Mundial quanto alguns piratas, como Crocodile e Vander Decken, estão em busca delas. Essas armas foram batizadas com os nomes de deuses greco-romanos: 

  • Poseidon, que trata-se da princesa Shirahoshi, que possui o dom de controlar os reis dos mares; 
  • Pluton, um gigantesco navio de guerra que foi construído há muito tempo em Water 7 e que hoje existe apenas o projeto para sua construção, estando este nas mãos de Franky; 
  • Uranus; cuja natureza e paradeiro ainda são desconhecidos.


Árvore do Tesouro Adão e  Árvore da Luz Solar Eva (Adão e Eva)


Árvore do Tesouro Adão
A Árvore do Tesouro Adão provém o tipo de madeira mais forte e de melhor qualidade encontrada no mundo. Sua raridade imensa torna-a altamente valiosa e é considerada um grande tesouro. Tanto o Oro Jackson (navio da tripulação de Gol D. Roger) quanto o Thousand Sunny foram feitos a partir desse tipo de madeira. A madeira é capaz de suportar tiros de canhão e de armas de fogo, recebendo pouco dano. No entanto, mesmo navios construídos com essa madeira precisam de um carpinteiro naval para cuidar dele, já que ela não é completamente invencível.

Já a Árvore da Luz Solar Eva é uma árvore colossal que absorve a luz solar e transfere para as suas raízes, além de fornecer o ar necessário para o fundo do oceano através da sua respiração. Foi mencionada pela primeira vez pelo rei Netuno, quando perguntado por Nami o motivo do fundo do oceano ser tão bem iluminado. Netuno diz que é como se a árvore fosse a chefe do Manguezal Yarukiman no Arquipélago Sabaody. É através das raízes desta árvore que a Ilha dos Tritões é capaz de ter luz 10.000 metros abaixo da superfície do oceano.



As árvores recebem o nome do primeiro casal de humanos de acordo com a mitologia bíblica, Adão e Eva.

Madame Shirley (Amabie)


Madame Shirley é uma sereia tubarão-anequim e irmã mais nova de Arlong. Ela é uma cartomante e a proprietária do Mermaid Cafe (Café Sereia). Como uma cartomante, ela tem a capacidade de ver o futuro. Ela também é muito precisa em suas previsões, tendo previsto a Grande Era dos Piratas, o resultado da Batalha de Marineford e a morte de Barba Branca. Ela foi vista gritando em agonia quando uma previsão veio do nada, sobre um homem com chapéu de palha, que ela presume ser Luffy, destruindo a Ilha dos Tritões.

Madame Shirley foi baseada na Amabie, uma lendária yokai sereia com poderes premonitórios, que de acordo com as lendas podia profetizar tanto uma abundante colheita ou devastadoras epidemias.


Skypiea e seus cidadãos (Céu e Anjos)


Skypiea uma ilha que fica localizada no mar branco-branco acima da Grand Line. É o cenário principal do Arco Skypiea e é a sexta ilha visitada pelos Chapéus de Palha na Grand Line. Seus habitantes, os Skypieans, possuem pequenas asas em suas costas, que os fazem parecer anjos, além do fato deles viverem numa ilha no céu.


Pica (Anteu)



Pica é um dos três principais executivos dos Piratas Donquixote. Ele ocupa a cadeira de Espadas da Família Donquixote e é o líder da subdivisão Exército Pica do bando. Pica comeu a Ishi Ishi no Mi, uma Akuma no Mi de classe Paramecia que lhe permite assimilar toda e qualquer pedra que ele entrar em contato .Em áreas compostas inteiramente de pedra, tais como o palácio real Dressrosa, ele pode nadar através da pedra como a água , ele tem o controle absoluto sobre o ambiente, tornando-o um adversário formidável. Mesmo quando não tornar-se na maior parte feito de pedra, que ele pode usar a pedra que ele assimilou para curar, reparar, substituir partes do corpo perdidas ou órgãos severamente danificados, e para estender seu alcance de sua enorme espada. Assim como, mover-se em torno do ambiente a vontade e em velocidades extremamente altas apesar da sua enorme altura, músculos,e tamanho, e, finalmente, concedendo-lhe armas adicionais; ou seja, seu respectivo ambiente. 

A capacidade de se regenerar indefinidamente seu corpo pedra enquanto ele está em contato com solo pedregoso de Dressrosa o torna semelhante ao gigante Anteu na mitologia grega. Da mesma forma, Zoro derrotou Pica da mesma forma que Héracles derrotou Anteu: interrompendo seu contato com o chão.



Chaka e Pell (Anúbis e Hórus)


Chaka (esq) e Pell (dir)
Chaka (também conhecido como "Chaka o Chacal") e Pell são os dois guardas chefes do reino de Alabasta. Os dois são usuários de Akuma-no-mi do tipo Zoan: Chaka possui a  Inu Inu no Mi: Modelo Chacal, que o permite se transformar em um chacal ou em um híbrido humano/chacal, enquanto Pell possui a Tori Tori no Mi, que o permite se transformar em um falcão. Os dois foram respectivamente baseados nos deuses egípcios Anúbis (deus dos mortos e guardião do submundo) e Hórus (deus sol e encarnação de Rá na terra)


A técnica especial de Gekko Moriah, "Shadow's Asgard" (Asgard)


Shadow's Asgard (literalmente "Sombras de Asgard") é uma técnica especial do agora ex-Shichibukai Gekko Moriah, na qual ele absorve as sombras de seus asseclas, aumentando seu tamanho e sua força física conforme a quantidade de sombras que ele absorveu. Na saga Thriller Bark, ele consegue absorver 1000 sombras, dando-lhe poder suficiente para partir o navio ao meio. Na mitologia nórdica, Asgard é um dos nove mundos,e a morada dos deuses da tribo Aesir. 

Os membros das Tribos das Pernas Longas e da Tribo dos Braços Longos (Ashinaga & Tenaga)

Barão Tamago
Scratchmen Apoo
A Tribo das Pernas Longas (Ashinaga-zoku) e a Tribo dos Braços Longos (Tenaga-zokusão duas das tribos de One Piece que possuem atributos físicos especiais. Os membros da Tribo de Pernas Longas possuem pernas bem longas, enquanto os membros da Tribo de Braços Longos possuem braços anormalmente longos e com duas articulações do cotovelo em cada braço.
As duas tribos foram baseadas na dupla de yokais chamados Ashinaga e Tenaga, que segundo as lendas, seriam oriundos de duas tribos, a "Tribo dos Homens de Pernas Longas" e a "Tribo dos Homens de  Braços Longos", que se acreditava existirem na antiguidade, nas províncias de Akita, Yamagata, Fukuoka e Nagano.


Magellan (Hidra e Baphomet)



Magellan foi o Diretor Chefe de Impel Down, mas após os eventos envolvendo a invasão de Luffy e a fuga dos prisioneiros do Nível 6, ele foi substituído por Hannyabal e rebaixado para o cargo de Vice-Diretor. Seu rosto sinistro e os chifres de cabra fazem com que ele pareça uma imagem estereotipada de um demônio; particularmente Baphomet, uma deidade pagã famosa semelhante a uma cabra humanóide alada.


Magellan é usuário da Doku Doku no mi (fruta do veneno), e sua técnica mais poderosa é chamada de Hydra. Trata-se de um ataque composto de veneno líquido corrosivo que provoca paralisia do nervo letal e derrete as vítimas ao mesmo tempo. Ao utilizar esse ataque, o veneno de Magellan toma a forma de uma espécie de dragão de 3 cabeças.


Basilisk (Basilisco/ Cocatrice)



Basilisk é um dos guardiões do Nível 2 de Impel Down. Inspirado no lendário basilisco/cocatrice, uma criatura com a reputação de ser o rei das serpentes, e dita ter o poder de matar qualquer um com um simples olhar.

Sengoku (Buda)



Sengoku, o "Buda", foi o Almirante da Frota da Marinha durante a primeira metade da série. Ele foi o sucessor de Kong e o antecessor de Sakazuki. Ele também foi uma das grandes figuras junto com Barba Branca, Shiki, e Monkey D. Garp durante a época que Gol D. Roger ainda era vivo.

Sengoku comeu a "Hito Hito no Mi, Modelo: Daibutsu" uma Akuma no Mi da classe Zoan Mística, que lhe permite se transformar em um gigantesco Buda.

Unidade de Patrulha de Centauros (Centauros)



A Unidade de Patrulha de Centauros é  unidade de monitoramento responsável pela vigilância de Punk Hazard, sob o comando de Ceasar Clown. Geralmente trabalham em torno do Centro de Pesquisa na parte congelada da ilha. Todos os membros desta unidade se assemelham a centauros, possuindo a metade superior do corpo humana e a metade inferior de outro animal, graças aos poderes de Trafalgar Law.

Cerberus (Cérbero)



Cerberus foi uma das primeiras criaturas encontradas pelo bando do Chapéu de Palha em Thriller Bark. Uma das mutações cirúrgicas do Dr. Hogback, Cerberus foi inspirado no mitológico cão de três cabeças da mitologia grega, porém ele possui duas cabeças de cachorro, e uma de raposa, e por isso todos dão risada, ao invés de temê-lo.

Knock up Stream (Caríbdis)



A chamada Knock up Stream ("corrente arremessadora") é uma poderosa corrente de água pressurizada que parte do fundo do mar e atinge os céus. Curiosamente é a rota mais perigosa e ao mesmo tempo a mais segura para chegar ao céu, já que segundo Gan Fall, se Luffy e sua tripulação tivessem vindo com 100 pessoas pela outra rota poucos teriam sobrevivido, mas usando a Knock Up Stream, ou todos morrem ou todos sobrevivem.

Na mitologia grega, o monstro Caríbdis pode ser comparado a Knock Up Stream. Ele engole marinheiros e atira-os no ar da mesma maneira que a Knock Up Stream.

Akuma no mi de Momonosuke (Dragão Chinês)



Kozuki Momonosuke é um jovem habitante do País de Wano, e filho do daimyo da Família Kozuki, Kozuki Oden. Momonosuke comeu uma Akuma no Mi tipo Zoan Mítica feita por Vegapunk que foi considerada um fracasso. Ela o transformou em um dragão de aparência inspirada nos clássicos dragões chineses.

Os Tontattas (Tomtes)



Os Tontattas são anões que vivem no Reino Tontatta, localizado abaixo da ilha de Green Bit. São criaturas bastantes pequenas, grandes o suficiente para caber em uma palma da mão. Eles têm caudas peludas provenientes do seu traseiro e a maioria deles apresentam narizes pontudos. Foram escravos de Donquixote Doflamingo até o dia em que este foi derrotado por Luffy.

Os Tontattas foram inspirados nos Tomtes, uma classe de anões/duendes do folclore escandinavo, conhecidos por cuidarem de crianças e da casa dos camponeses, e protegerem contra a má sorte, especialmente durante a noite enquanto os ocupantes estão dormindo.


Shandora (El Dorado)



Shandora ("Olho Direito da Caveira") é uma cidade antiga antigamente situada na ilha de Jaya, e que foi posteriormente lançada até o Upper Yard pela Knock Up Stream, uma poderosa corrente de água pressurizada que parte do fundo do mar e atinge os céus. Ela era conhecida como "Cidade de Eldorado", uma referência a um mito real sobre uma cidade repleta de ouro supostamente escondida em alguma região da América do Sul.

Wapol (Erisictão)



Wapol é o antigo monarca do reino de Drum, uma ilha de inverno localizada na Grand Line. Ele se tornou um pirata após a tripulação de Barba Negra atacar seu reino, fugindo sem pensar duas vezes e deixando o povo à mercê da tripulação cruel de Teach. Wapol é o usuário da Baku Baku no Mi ("Fruta da Comilança"), assim, sendo capaz de comer qualquer tipo de coisa, podendo fundir os objetivos dentro de seu corpo e transformar-se em armas, que podem ser usadas em batalhas. 

Wapol foi inspirado em Erisictão, um rei da Tessália que de acordo com a mitologia grega, foi punido pela deusa Démeter por violar um bosque consagrado a deusa. Démeter ordenou que Limos, a personificação da fome, entrasse no estômago de Erisictão, despertando nele um apetite devorador, o qual nada era capaz de apaziguar. Em poucos dias, Erisictão consome a comida disponível em seu palácio e gasta toda sua fortuna para comprar mais e mais. Desesperado, vende como escrava sua filha Mnestra, para comprar mais comida. Esta recorre à ajuda de seu amante Poseidon, que lhe concede o dom da metamorfose, e assim consegue escapar inúmeras vezes dos seus sucessivos proprietários e voltar a se fazer vender. Mesmo assim, Erisictão não consegue saciar-se e emagrece sem parar. Enlouquecido, Erisícton começa a comer os próprios membros e acaba devorando a si próprio.


Flying Dutchman (Holandês Voador)



O Flying Dutchman (literalmente "Holandês Voador") é um lendário navio fantasma condenado a navegar até o final dos tempos. Em One Piece, o navio e as lendas a seu respeito revelam-se reais.

Don Chinjao (Fukurokuju)




Don Chinjao, antigamente conhecido como "Chinjao, a Broca", é um antigo pirata, o líder da Família Chinjao, e o 12º (agora aposentado) líder da Marinha Happo. Ele foi um dos piratas que participaram como gladiadores no Coliseu Corrida para competir pela Mera Mera no Mi, e possui uma recompensa de no mínimo 550,000,000 berries. Seu visual foi inspirado em Fukurokuju, um dos Sete Deuses da Sorte do folclore japonês, que é muitas vezes representado com uma testa anormalmente alta.


Piratas Kuja e habitantes de Amazon Lily (Amazonas)



O bando pirata de Boa Hancock, as Piratas Kuja, e as demais habitantes da ilha Amazon Lily foram obviamente inspiradas nas amazonas da mitologia grega.

Boa Hancock, Marigold e Sandersonia (Irmãs Górgonas)



As três irmãs líderes da tripulação das piratas Kuja foram baseadas nas mitológicas irmãs górgonas gregas: Medusa, Esteno e Euríale.



Sandersonia e seu ataque especial "Hebigami-Tsuki: Yamata no Orochi" (Yamata no Orochi)



Yamata no Orochi é um lendário dragão de oito cabeças da mitologia japonesa, que é morto pelo deus das tempestades Susanoo. Seu nome batiza um dos golpes de uma das irmãs Boa, Sandersonia: Hebigami-Tsuki: Yamata no Orochi. Neste ataque, seus cabelos se transformam em sete serpentes, que juntamente com sua própria cabeça formam as oito cabeças da mítica criatura. 

A Habilidade de Basil Hawkins (Vodu Haitiano)



Basil Hawkins é um infame pirata conhecido como o "Mago" e o capitão dos Piratas do Hawkins. É um pirata temível que, junto com sua equipe, conseguiu sobreviver à primeira metade da Grand Line e entrar no Novo Mundo. Sua reputação concedeu-lhe uma recompensa surpreendente de 320,000,000 berries, a quinto maior entre os Supernovas, o mesmo que Roronoa Zoro, e era forte o suficiente para derrotar os Piratas do Barba Marrom.

Hawkins possui uma akuma no mi ainda sem nome, cuja uma de suas habilidades é de transferir seus ferimentos (pelo que parece de maneira aleatória) para pequenos bonecos de vodu criados por ele.

Gladiador Hera (Hera)



Hera foi um dos participantes do Coliseu Corrida que competiram pela posse da Mera Mera no Mi. Seu nome vem da rainha dos deuses gregos, consorte de Zeus.

Jesus Burgess (Jesus)



Jesus Burgess é um dos membros da tripulação dos piratas do Barba Negra. Com um design baseado em lutadores de luta livre, Burgess recebeu o sobrenome de um pirata real, chamado Samuel Burgess, enquanto seu primeiro nome veio de Jesus Cristo, a figura central do Cristianismo. Em alguns países, inclusive, o seu nome foi mudado para Zass Burgess, para evitar polêmicas com a comunidade religiosa.


Doc Q (Shinigami / Cavaleiro da Morte)



Doc Q é um membro dos Piratas do Barba Negra, apelidado de Shinigami Ele é o médico da tripulação e carrega uma foice enrolada em uma espécie de saco nas costas, está sempre doente e precisa de seu cavalo Stronger (que parece ser tão doente como seu dono) para se locomover.

Como seu apelido sugere, Doc Q foi inspirado nos deuses da morte do folclore japonesa. Ele pode ainda ter sido baseado em um dos cavaleiros do Apocalipse.

Sentomaru (Kintaro)



Sentomaru é o guarda-costas de Vegapunk, o cientista chefe da Marinha, e comandante dos fuzileiros navais da Kagaku Butai ("Unidade de Ciência"). Após o timeskip, ele se tornou um oficial da Marinha. Sentomaru foi baseado em Kintaro, um herói popular do folclore japonês, cuja história você pode conferir melhor no link a seguir: http://portal-dos-mitos.blogspot.com.br/2015/06/kintaro.html

Surume (Kraken) 



Surume é um kraken que mora nas partes mais profundas do oceano, e já foi escravizados pelos Novos Piratas Homens-Peixe. Mais tarde se tornou animal de estimação de Luffy, o mesmo que deu um nome para Surume.

Na mitologia, o Kraken é um legendário e gigantesco monstro marinho em forma de polvo ou lula conhecido por ameaçar e destruir embarcações nos mares noruegueses e islandeses.

Mantícoras



As Mantícoras são animais comedores de homens encontrados no Nível 2 de Impel Down. São animais com rostos humanos, e com corpos de leão, baseados na criatura lendária de mesmo nome. Eles são capazes de imitar a língua humano, porém apenas imitam o que ouviram os prisioneiros dizerem, não sabendo o que essas palavras significam. Eles geralmente se referem a calcinha ou comida.

Esfinge





Esfinge é o chefe do Nível 2 de Impel Down, e baseado na Esfinge mitológica. É uma criatura gigantesca com um rosto escuro e humanoide e um corpo leonino e alado. Semelhante as Mantícoras, Esfinge imita as palavras que ouve das pessoas ao seu redor, mas não entende o que essas palavras significam. Ele geralmente se refere a diferentes tipos de macarrão.

Minotaurus (Minotauro)



Minotaurus é um das cinco Bestas Carcereiras em Impel Down e a primeira a aparecer. Ele é um usuário de Akuma do tipo Zoan que lhe permite se transformar em uma vaca, que mais lembra o lendário minotauro das lendas gregas.


Rei Neptune (Netuno)



Neptune é um tritão celacanto e o rei do Reino Ryugu na Ilha dos Tritões. Ele é o pai de Fukaboshi, Ryuboshi, Manboshi e Shirahoshi, bem como o marido da falecida Rainha Otohime. Como o seu nome deixa claro, foi baseado no deus romano do mar, Netuno.

Noah (Arca de Noé)



Noah, também conhecido como o "Navio das Promessas" (約束の Yakusoku no Fune), é um navio gigante outrora sentado no Distrito Tritão, agora descansando na Floresta do Mar, que foi criado durante o Século Vazio pelo povo da Ilha dos Tritões. Ele é descrito como misterioso e tem metade do tamanho da Ilha dos Tritões. Noah foi inspirado na história bíblica de Noé, que a pedido de Deus construiu uma arca gigantesca para abrigar sua família, juntamente com um casal de cada espécie animal existente. Eles foram os únicos sobreviventes de um Dilúvio que durou 40 dias.

Otohime (Otohime)



Otohime é a finada rainha sereia do Reino Ryugu, esposa do Rei Netuno e mãe de Fukaboshi, Ryuboshi, Manboshi e Shirahoshi.  Ela compartilha seu nome com a deusa japonesa do mar, filha do deus dragão Ryujin.

Pierre e sua Akuma-no-Mi (Pégaso)



Pierre é o pássaro de Gan Fall, o antigo Deus de Skypiea. É um grande pássaro rosa com pintas roxas, com orelhas que mais parecem chifres. Ele é o usuário da Uma Uma no Mi, que o permite se transformar em um cavalo alado (pégaso), embora não seja muito elegante nessa transformação.

Marco, A Fênix (Fênix)


Marco, "A Fênix" é o ex-comandante da primeira divisão dos Piratas do Barba Branca. Ele esteve a serviço de Edward Newgate durante mais de 20 anos antes deste morrer. Sua alcunha se deve à sua Akuma no Mi, uma Zoan Mítica que permite-o transformar-se em uma Fênix. 

Na mitologia, a Fênix é um pássaro que, quando morria, entrava em auto-combustão e, passado algum tempo, renascia das próprias cinzas.


Enel (Raijin)




Enel é o antigo "Deus" de Skypiea, e o principal antagonista do Arco Skypiea. Derrotado pelos Piratas do Chapéu de Palha, ele chegou à lua e se tornou seu novo governante. Um Logia usuário da Goro Goro no Mi (Fruta do Relâmpago) Enel é claramente baseado em Raijin, deus xintoísta do trovão, do relâmpago. Alguns de seus golpes recebem nomes de deuses do trovão de outras mitologias: Hino (iroquoi), El Thor (nórdico), Sango (orixá), Kari (malaio) e Mamaragan (aborígene).

Pekkori e seus seguidores (Satanismo)



Pekkori é o líder de Harahettania, a "Terra da Pobreza", situada na ilha Nakamura, na Grand Line. Ele conduz na ilha um ritual com o objetivo de invocar o diabo para que este os ajudasse a resolver os seus problemas. Foi durante o momento em que eles estavam fazendo esse ritual que Brook aterrissou depois de ser arremessado do Arquipélago Sabaody pelos poderes da Nikyu Nikyu no Mi do shichibukai Bartholomeu Kuma. Tendo desembarcado precisamente durante o ritual, Pekkori e as outras pessoas acreditaram que eles haviam convocado com sucesso Satanás, o "Rei dos Demônios". 

Sodom e Gomorrah (Sodoma e Gomorra)



Sodom e Gomorrah são dois animais gigantes pertencentes à Família Franky. Eles compartilham seus nomes com as duas cidades que segundo a Bíblia, devido ao comportamento pecaminoso de seus cidadãos, foram destruídas por Deus com fogo e enxofre caídos do céu.

Árvore do Conhecimento (Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal)



A Árvore do Conhecimento era uma árvore gigantesca com cerca de 5.000 anos de idade que por dentro tinha uma biblioteca e era cercada por casas. Ela estava situada na Ilha de Ohara, que atualmente é uma ilha devastada e era também a terra natal de Nico Robin. A árvore foi utilizada por arqueólogos que foram capazes de decifrar os Poneglyphs. Como a pesquisa do Poneglyphs é proibida pelo Governo Mundial, a CP9 foi enviada para atacar os arqueólogos e provocar o Buster Call.

Essa árvore teve como inspiração a Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, que de acordo com a Bíblia, era a única cujo os frutos foram proibidos por Deus de serem comidos por Adão e Eva.

Unigaro (Unicórnio)



Unigaro é um unicórnio zumbi visto em Thriller Bark. É um dos poucos que foram convidados por Luffy para entrar ´na sua tripulação e não aceitaram.

Patrick Redfield (Vampiro)



Patrick Redfield (ou somente "Red") é um personagem exclusivo e o principal vilão do game One Piece: Unlimited World Red, para as plataformas Nintendo 3DS, PlayStation 3, PlayStation Vita, Wii U, Nintendo Switch, PlayStation 4 e também para PC. Ele é um dos ex-prisioneiros do nível 6 de Impel Down, que escaparam no dia em que Marshall D. Teach invadiu a prisão. Durante o jogo, Red come a Akuma no Mi do tipo Zoan Mítica Bato Bato no Mi: Modelo Vampiro. Com ela, o usuário pode tornar seus dentes caninos maiores para morder o pescoço das pessoas, sugando o sangue e vitalidade delas. Deixando as pessoas enfraquecidas com cabelos brancos e pele cinza. Quando ele suga o sangue de suas vítimas, ele pode se transformar em sua forma híbrida, homem/morcego.



Wadatsumi (Onyudo/Umibozu)




Wadatsumi é um gigantesco homem-peixe liderado por Vander Decken o capitão do navio Holandês Voador. Ele teve seu design inspirado em yokais gigantes como o Umibozu e o Onyudo.


Yeti Cool Brothers (Yeti, Abominável Homem das Neves)



Os Yeti Cool Brothers ("Irmãos Frios Yeti") são uma dupla de assassinos contratados pelo vilão Ceasar Clown. Seus nomes são Rock (Rokku) e Scotch (Sukotchi). Seu tamanho e aparência foi inspirado no Yeti, ou Abominável Homem das Neves, um primata lendário dito habitar regiões frias como o Himalaia.

Monet (Yuki-Onna, Harpia)



Monet é uma harpia, que se apresenta como uma espécie de secretária para Ceasar Clown do centro de pesquisa em Punk Hazard. Posteriormente é revelada como sendo uma espiã enviada por Donquixote Doflamingo. Ela é usuária da Yuki Yuki no Mi, uma akuma no mi do tipo Logia que permite ao usuário criar, controlar e se transformar em elemento de "neve" à vontade

Monet foi baseada na Yuki-onna, um yokai do folclore japonês. Ela enfeitiçava os homens com sua beleza, antes de congelá-los até a morte.


Loki (Loki)



Loki é um gigante, príncipe de Elbaf. Até o momento foi mostrado apenas sua silhueta, mas ele é um gigante com cabelos aparentemente longos. Ele aparenta usar uma coroa na cabeça e uma capa. Ele compartilha o seu nome com o deus nórdico Loki, que na mitologia é um descendente dos Jotuns, os gigantes de gelo nórdicos.

Zeus e Prometheus (Zeus e Prometeu) 



Zeus e Prometheus são dois homies feitos pela yonkou Big Mom com fragmentos de sua própria alma (Homies são objetos e animais que têm características humanas obtidas através dos poderes da Soru Soru no Mi de Big Mom). Zeus possui o formato de uma nuvem com um boné de beisebol, e dentre suas habilidades está criar tempestades, descarregar raios. Prometheus possui o formato de um pequeno sol, e em conjunto com Zeus, Big Mom pode usá-lo para mudar o tempo e criar tempestades maciças. Prometheus pode voar e criar uma grande explosão quando jogado contra um objeto.

Zeus e Prometheus foram inspirados nos deuses gregos Zeus e Prometeu, respectivamente. Zeus obviamente por suas habilidades em manipular raios e tempestades, e Prometheus por causa do mito onde Prometeu rouba o fogo dos deuses e o entrega aos seres humanos.

Nomes dos Almirantes da Marinha (A Lenda de Momotaro)



Momotaro é um importante personagem do folclore japonês, que segundo a lenda nasceu de um pêssego, e ao crescer, acabou se tornando um caçador de demônios. Em sua jornada, ele é auxiliado por três animais: um faisão, um macaco e um cachorro. Em One Piece, os almirantes da marinha receberam suas alcunhas inspiradas nos animais que acompanham Momotaro. Kuzan foi nomeado Aokiji (faisão azul em japonês), Borsalino foi nomeado Kizaru (macaco amarelo em japonês) e Sakazuki foi nomeado Akainu (cachorro vermelho em japonês).

Na história de Momotaro também aparecem um touro e um tigre, que também se tornam alcunhas para os mais dois novos almirantes. Issho recebeu a alcunha de Fujitora (tigre roxo em japonês) e o último almirante, ainda não apresentado na obra, recebeu a alcunha de Ryokugyu (touro verde em japonês)


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!
Ruby